Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Varizes

Varizes são veias dilatadas e deformadas, de coloração púrpuro-azulada, que surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Sua ocorrência é mais comum nas pernas e nos pés, principalmente em pessoas que necessitam ficar em pé ou sentadas por longos períodos.

Para muitas pessoas, as varizes e vasinhos (uma variação mais leve de varizes) são uma preocupação puramente estética. Entretanto, elas podem ser sinais de problemas mais graves, como as doenças circulatórias.

SINTOMAS DAS VARIZES

  • Aparecimento de veias tortuosas, dilatadas e azuladas logo abaixo da pele.
  • Dor, ardor, ou sensação de peso nas pernas, que podem ser mais acentuados no fim do dia.
  • Leve inchaço, geralmente envolvendo apenas os pés e tornozelos.
  • Coceira na pele sobre a veia varicosa.

Em casos mais graves, os sintomas de varizes são:

  •  Acúmulo de líquido e inchaço na perna.
  • Inchaço e panturrilha com dor significativa após ficar sentado ou em pé por muito tempo.
  • Mudanças na cor da pele ao redor dos tornozelos e das pernas.
  • Pele seca e esticada.

Nas mulheres, durante a menstruação e na gravidez, principalmente, os sintomas tendem a piorar.

PREVENÇÃO

  • Praticar exercícios físicos.
  • Manter o peso saudável.
  • Comer um alto teor de fibras.
  • Reduzir o consumo de sal.
  • Evitar saltos altos, sapatilhas e meias apertadas.
  • Elevar as pernas.
  • Evitar ficar muito tempo na mesma posição.

TRATAMENTO

O tratamento de varizes pode envolver medidas de autocuidado ou procedimentos para fechar ou remover as veias. A Angiomais, por exemplo, conta com diversas técnicas, todas elas com o que há de mais moderno no mercado. Tudo isso para tornar o procedimento cada vez mais confortável e eficaz. Entretanto, a escolha do melhor tratamento deve ser avaliada pelo angiologista, de acordo com cada paciente.

AS VARIZES PODEM VOLTAR?

Muitas pessoas deixam de tratar as varizes por acreditar que elas voltam e, desta forma, seria um investimento temporário ou em vão. Ledo engano!
As varizes que foram tratadas não voltam mais. Porém, trata-se de uma doença crônica, então a tendência é que novas varizes apareçam ao longo da vida.

Isso não significa, entretanto, que o problema não deva ser tratado. Pelo contrário, quanto mais você negligenciar a doença, mais varizes vão se acumulando e causando mais incômodo, tanto físico quanto estético.

CURIOSIDADE: COMO ERAM TRATADAS AS VARIZES?

Se você pensa que as varizes são um problema da vida moderna está muito enganado. A história dessa patologia remonta a 1550 a.C., data atribuída ao Papiro de Ebers, um dos mais antigos documentos sobre Medicina Egípcia. Nessa época, as varizes eram tratadas com oferendas enviadas a Deus para serem curadas.

Posteriormente, Hipócrates, descendente em 17º grau do Deus da Medicina Grega, Asclépio (segundo relatos da época), descreveu um tratamento em que as varizes eram traumatizadas com ferro em brasa, o que causaria a cicatrização das veias e das úlceras. Muitos, inclusive, rejeitavam esse procedimento por considerá-lo mais perigoso que a própria doença. E estavam certos, não é mesmo?

A cirurgia das varizes por pequenas incisões foi descrita, pela primeira vez, por volta do ano 105 a.C., quando Plutarco relatou um procedimento na perna do general Caius Marius, em Roma. Já a primeira experiência de escleroterapia ocorreu, provavelmente, em 1682, na Suíça, quando Zollikofer de Saint Gallen injetou um ácido em uma veia varicosa, criando um ‘trombo’ ou uma cicatriz nela. Desde então, os procedimentos se tornaram cada vez mais seguros e menos incômodos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *